Presos do CDP de Itapecerica da Serra vão ficar sem visita até dia 24, após rebelião

CDP está 86% acima da capacidade, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado

Presos das alas 4 e 6 do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Itapecerica da Serra devem ficar sem visita até o dia 24 de fevereiro, após o princípio de rebelião ocorrida na noite da sexta-feira, 02. A medida foi tomada no sábado, 3, dia seguinte ao tumulto. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária agentes de segurança da unidade ouviram “barulhos de pancadas”. Logo depois, os presos começaram a desacatar os agentes e, quando os servidores foram realizar a tranca das celas, os detentos se recusaram a entrar.

De acordo com a pasta os presos teriam começado a incendiar colchões e o Grupo de Intervenção Rápida (GIR) foi acionado para conter o tumulto.

“Para tentar impedir a entrada do GIR, os presos que iniciaram o ato de insubordinação realizaram uma barricada com colchões e atearam fogo, que foi rapidamente controlado pelos agentes com o uso do hidratante da unidade”, disse.

Por causa da confusão os presos dos raios 4 e 6 não receberam visita neste final de semana e devem permanecer assim até o dia 24. A informação da diretoria é de que as visitas para os demais presos acontecem normalmente.

Superlotação

Informações da SAP-SP, atualizada na última terça-feira (30), apontam que o CDP de Itapecerica da Serra está 86% acima da capacidade de presos. A unidade conta com uma população carcerária de 1570 pessoas detidas e a unidade tem capacidade para 845 pessoas.

Por Sandra Pereira – Jornal na Net
Foto: Divulgação

 

jornalopardal

Jornal O Pardal, distribuído gratuitamente nas cidades de Juquitiba e São Lourenço da Serra, formato Germânico impresso à 4 cores. Com uma diagramação moderna e comunicativa as matérias são sempre de agrado do público. Leia você, também, o Jornal O Pardal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *