Começa hoje o rodeio em Juquitiba

Os rodeios deixaram de ser apenas uma prática competitiva muito comum em regiões rurais e cidades do interior, para se tornarem mega eventos de entretenimento, repletos de atrações musicais e uma gastronomia variada.

Por isso separe seu chapéu, escolha sua melhor fivela, lustre sua bota e se prepare para conhecer a melhor festa de Rodeio de nossa cidade, o Rodeio 2018 em Juquitiba. É o primeiro em nossa cidade com a arena totalmente coberta, inclusive a arquibancada e os camarotes. 
Mostraremos aqui as programação das atrações e shows, como também o valor dos ingressos.

Quinta dia 15 – início às 19h – Show no final: Victor & Renan – Entrada 1 kilo de alimento não perecível

Sexta dia 16 – início às 19h – Show no final: Grupo Tradição – Entrada R$ 30,00 (Passaporte antecipado R$ 30,00)

Sábado dia 17 – início às 19h – Show no final: Bruna Viola – Entrada R$ 40,00

Domingo dia 18 – início às 19h – Show no final: Joyce Silva – Entrada 1 kilo de alimento não perecível

Haverá uma exposição na entrada do rodeio, antes das catracas, de lembranças e produtos fabricados em Juquitiba promovida pelo COMTUR – Conselho Municipal de Turismo de Juquitiba com apoio da ACJ – Associação dos Comerciantes de Juquitiba.
Os produtos embalados em vidro só poderão ser adquiridos na saída do rodeio ( norma estabelecida por questões de segurança pelo Corpo de Bombeiros). Venha conhecer e adquirir os produtos artesanais de Juquitiba.

Não terá estacionamento dentro do recinto, os veículos serão estacionados nas ruas adjacentes.

 

Barretos – A história do Rodeio no Brasil

O primeiro Rodeio do país teve origem no ano de 1947 em uma quermesse na cidade de Barretos em São Paulo. Alguns anos depois em 1955 foi criado o grupo Os Independentes, composto por alguns rapazes ligados a agropecuária local, eles tinham como regra ser solteiros e auto suficientes.

O grupo nasceu com a finalidade de promover festas e eventos para arrecadar dinheiro e ajudar entidades assistenciais da região. No ano seguinte aconteceu a primeira Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos e deu inicio a esse grande movimento cultural de sucesso até hoje. Espalhados por todo o país, os Rodeios se tornaram uma febre e uma parte importante da cultura brasileira.

E como é aqui em Juquitiba?

Rodeio 2018 em Juquitiba – Modalidades

No Rodeio aqui no município de Juquitiba existem várias modalidades diferentes de competição nesse ano de 2018, cada uma deve apresentar um desafio diferente para o peão, para testar suas habilidades e coragem. Podemos citar algumas mais tradicionais:

  • Sela Americana

O estilo mais tradicional de montada em cavalos do mundo. O peão deve segurar um “cabo de cabresto” com apenas uma das mão e montar o animal por aproximadamente 8 segundos. A avaliação pode variar de 0 a 100 pontos para cada participante

  • Bareback

Modalidade muito similar à Sela Americana, porém nesse caso, como o próprio nome em inglês implica, o peão monta o cavalo sem o uso de uma sela.

  • Cutiano

Esse estilo de montaria é praticado apenas no Brasil, e foi criado mais precisamente em Barretos. O nome “Cutiano” por causa do formato do arreio em “V” de ponta cabeça. O peão segura a rédea com uma mão, enquanto a outra não pode encostar em absolutamente lugar nenhum. O tempo é de 8 segundos, e a pontuação de 0 a 100.

  • Team Penning

É uma prova que testa a habilidade dos peões, simulando uma situação bem comum nas atividades cotidianas de uma fazenda. A prova é realizada por um grupo composto por 3 participantes, que devem separar um animal sorteado do restante do bando. Os animais são numerados de 3 em 3 e usam-se em média 30 animais no total. Uma prova fácil de entender as regras e dinâmica, tem uma duração média de 60 segundos.

  • Touro

Talvez a prova mais famosa e emocionante de todo o Rodeio. O peão monta um touro segurando uma corda com apenas uma das mãos, enquanto a outra mão deve ser usada apenas para equilíbrio, não podendo encostar em nada, no animal ou no próprio corpo. O tempo de classificação é de 8 segundos, e a pontuação de 0 a 100, de acordo com a dificuldade e controle da montaria.

  • Três Tambores

A única prova que possui mulheres como participantes. A competidora deve contornar 3 tambores espalhados no formato de um triangulo no menor tempo possível. Caso derrube algum tambor ela será penalizada em 5 s por tambor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *